Notícias

Sufis no Front de Batalha – O Regimento Mevlevi

A Ordem Sufi Mawlawiya ou Mevlevi, foi fundada no século XIII pelos seguidores do então qadi seljúcida da capital imperial de Konya, o famoso poeta e místico muçulmano Jalal ad-Din Muhammad Balkhi ar-Rumi, ou mais conhecido no Ocidente como simplesmente “Rumi”. A ordem é melhor identificada pela sua peculiar prática do Sema, ou zikr em movimento giratório, atualmente muito comum em apresentações turísticas na Turquia.

Resultado de imagem para mevlevi dervishes ottoman
Dervixes da Ordem Sufi Mevlevi em uma seção de Sema, Império Otomano, 1870.

A ordem tornou-se bem estabelecida no Império Otomano ao se relacionar com os sultões. Principalmente quando Devlet Hatun, uma descendente do próprio Rumi, casou-se com o sultão Bayezid I. Seu filho Mehmed I Çelebi tornou-se o próximo sultão, dotando a ordem assim como seus sucessores, com muitos favores. Muitos dos membros da ordem serviram em várias posições oficiais do califado. E sob seu patronato, ela se espalhou pelos Bálcãs, Síria, Líbano, Egito e Palestina, especialmente em Jerusalém.

A imagem pode conter: 4 pessoas
Cerimonia de entronamento do Sultão Osman II, 1618. Note os dervixes mevlevis ao centro em destaque.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e chapéu
Dervixes da ordem sufi Mavlevi rendem homenagens ao Califa Abdulmajid II, Palácio de Topkapi, Istambul, Turquia.

A ordem Mevlevi assim como todas as demais ordens sufis do Islã, era politicamente ativa, com seus membros participando de todos os deveres sociais islâmicos, a incluir a própria jihad, ou “guerra santa”. Isto foi particularmente registrado durante a Primeira Guerra Mundial na atuação do Batalhão Mevlevi.

O Regimento da Ordem Sufi Mevlevi serviu na Síria e Palestina sob o comando do 4º Exército Otomano. Um batalhão de cerca de 800 dervixes foi formado em dezembro de 1914 em Konya, capital oficial da ordem, (o Mucahidin-i Mevleviyye) e foi enviado para Damasco. Outro batalhão de recrutas regulares foi acrescentado no final de agosto de 1916, se juntando ao Regimento, e lutando no final da Campanha Palestina em 1918, contra as forças invasoras. Batalhões de outras irmandades sufis também atuaram no período, como a divisão da Ordem Qadri, conhecida como Mücâhidîn-i Qadriyye.

Estandarte do Batalhão Mevlevi portandosos dizeres :”Ó Vossa-Eminencia, Mestre Rumi” dentro do sikke, o famoso turbante da ordem, e logo a baixo a frase Mujahedins Mavlevis ou “sagrados guerreiros mevlevis”, e o crescente islâmico no topo.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre
Recrutas da ordem mavlevi servindo ao Crescente Vermelho, Império Otomano, Primeira Guerra Mundial.
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Soldados sufis da ordem mavlevi marcham enquanto entoam cânticos religiosos (ilahi) acompanhados da icônica flauta ney, Império Otomano, Primeira Guerra Mundial.


Divisão militar de dervixes da Ordem Sufi Mavlevi portando machados de batalha, Istambul, Império Otomano, 1914, Primeira Guerra Mundial.
Lot 118 - Mevlevi battalion photograph Mevlevi( whirling dervish) battalion photograph (30x40 cm). Starting
Divisão militar de dervixes da Ordem Sufi Qadiri , Istambul, Império Otomano, 1914, Primeira Guerra Mundial.

Imagem relacionada
Recrutas da ordem mavlevi servindo ao Crescente Vermelho, Império Otomano, Primeira Guerra Mundial.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, multidão e atividades ao ar livre
Nenhuma descrição de foto disponível.
Divisão militar de dervixes da Ordem Sufi Qadiri , Istambul, Império Otomano, 1914, Primeira Guerra Mundial.
 Soldado do Batalhão de dervixes da Ordem Qadiri, 1915.

Bibliografias:

– Mehmet Besikci. The Ottoman Mobilization of Manpower in the First World War: Between Voluntarism and Resistance (Brill, 2012): 191.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar