Notícias

Bagdá – Saiba como foi projetada a ”Cidade Circular” dos califas abássidas

Bagdá é a capital do Iraque, mas enquanto o país do Iraque foi fundado apenas em 1958, a cidade de Bagdá foi estabelecida cerca de 1200 anos antes pelos abássidas. Bagdá foi construída originalmente como uma cidade circular e foi considerada uma maravilha arquitetônica na época. Logo foi ofuscado, no entanto, pelo assentamento que foi estabelecido no lado oposto do rio, que se desenvolveu no centro da cidade e permanece assim até hoje.

A Cidade Redonda de Bagdá entrou em declínio nos séculos seguintes à queda do Califado Abássida, e os últimos vestígios desta antiga cidade foram destruídos durante o século XIX.

Estabelecendo a Cidade Circular

De acordo com as evidências arqueológicas, vários povos haviam se estabelecido no local de Bagdá antes da conquista da Mesopotâmia pelos árabes em 637. Antes da fundação da Cidade , no entanto, não havia nenhum assentamento importante no local. Em 750, a Revolução Abássida irrompeu e derrubou com sucesso o Califado Omíada. Na década que se seguiu, os abássidas governaram a partir de Kufa, uma cidade ao sul de Bagdá que havia sido fundada por Omar ibn al-Khattab, o segundo dos califas Rashidun.

Em 762, o segundo califa abássida, al-Mansur, decidiu estabelecer uma nova capital para o califado abássida. Este foi um projeto meticulosamente planejado, desde a seleção do local até a construção da cidade, e parece que al-Mansur estava fortemente envolvido nesse empreendimento. Por exemplo, são registradas diversas navegações do califa no rio Tigre, a fim de encontrar um local adequado para sua nova capital.

The Round City of Baghdad in the time of Caliph al-Mansur
A cidade redonda de Bagdá no tempo do califa al-Mansur.

Por fim, al-Mansur escolheu um local na margem oeste do rio Tigre, não muito longe do Canal Sarat, uma rede de canais que ligava o Tigre ao Eufrates. Como o canal era profundo o suficiente para acomodar o tráfego comercial, al-Mansur previu que sua nova capital estaria perfeitamente posicionada para explorar tanto o Tigre quanto o Eufrates.

Uma vez que o local foi selecionado, o design da cidade foi feito. Mais uma vez, o crédito por este trabalho é dado a al-Mansur, que teria projetado a cidade. O califa escolheu construir uma cidade redonda. Especulou-se que esse desenho pode ter sido inspirado pelas idéias da Ásia Central sobre planejamento urbano, ou pelos escritos geométricos do matemático grego Euclides (que o califa admirava), ou que possuía algum significado simbólico. De qualquer forma, uma muralha redonda exigia menos recursos para construir e era uma estrutura melhor para propósitos defensivos.

Estrutura da Cidade Redonda

Dentro das muralhas duplas  massivamente fortificadas haviam duas camadas adicionais de paredes, tornando a Cidade Redonda uma cidade de três círculos concêntricos. A imensidão das paredes é descrita por  Khatib al-Baghdadi, um estudioso muçulmano e que viveu durante o século XI. al-Baghdadi menciona que cada parede consistia de 162.000 tijolos para o primeiro terço de sua altura, 150.000 para o segundo terço e 140.000 para o terço final. Além disso, al-Baghdadi observa que a parede externa se elevava a uma altura de 24 metros, e era coroada com ameias e ladeada por baluartes.

Reproduction of a gate of the round city of Madinat al-Salam
Reprodução de um portão da Bagdá medieval, ou Madinat al-Salam, “Cidade da Paz”, como era originalmente conhecida. (Nicolle McBride)

A cidade foi dividida em quarteirões por quatro estradas retas que corriam do centro da cidade para os quatro portões nas paredes externas, levando a estradas que iam as várias partes do califado abássida. No centro da cidade estava a mesquita e mesquita principal. Foi também neste círculo, embora à sua margem, que os palácios da família real, quartéis para os guardas de cavalos, as cozinhas reais e as casas dos oficiais e servos do califa foram construídos. Os dois círculos exteriores foram ocupados por edifícios residenciais e comerciais.

Uma vez que o projeto foi concluído, al-Mansur mandou os trabalhadores traçarem os planos de sua cidade no chão com cinzas. Tendo verificado o trabalho e completamente satisfeito, o califa mostrou sua aprovação ordenando que as bolas de algodão embebidas em nafta fossem colocadas ao longo dos contornos, acendendo-as assim. A construção da Cidade Redonda de al-Mansur começou no dia 30 de julho de 762, como foi determinado pelos astrólogos reais como o dia mais auspicioso para o início das obras. A Cidade Circular foi completada quatro anos depois, em 766.

The plan for the round city included four straight roads that ran from the city’s center to the four gates in the outer walls
O plano para a cidade circular incluía quatro estradas retas que corriam do centro da cidade para os quatro portões nas paredes externas.

A Cidade Circular é Concluída e Nomeada

Al-Mansur nomeou sua cidade recém-construída Madinat al-Salam (que significa “Cidade da Paz”). Não muito tempo depois que esta cidade foi construída, um assentamento complementar conhecido como Mu’asker al-Mahdi foi estabelecido na margem leste do rio Tigre. Embora uma cidade redonda tenha muitas vantagens, uma de suas principais falhas é que o espaço era limitado. Este problema foi exacerbado pelo fato de que este era agora o coração do Califado Abássida e muitas pessoas vieram se estabelecer na cidade. Assim, a criação de Mu’asker al-Mahdi foi necessária. Além disso, em 773, os mercados foram realocados por al-Mansur fora dos muros da cidade, na área de al-Karkh.

O Madinat al-Salam não manteve seu status como o coração de Bagdá por muito tempo. Entre 836 e 892, a capital do Califado Abássida foi transferida para Samarra, devido a problemas com as tropas turcas do califa em Bagdá. Quando o califa, al-Mu’tamid, retornou, ele decidiu não ficar em Madinat al-Salam e se estabeleceu no lado leste do rio.

A cidade que al-Mansur construiu continuou a ser habitada nos séculos que se seguiram. Em 1258, Bagdá sucumbiu mongóis e o califado abássida chegou ao fim, embora um ramo da família continuasse a servir como califa no Cairo sob os mamelucos. Como os abássidas não estavam mais no controle de Bagdá, a cidade, incluindo a Madinat al-Salam, entrou gradualmente em declínio. Finalmente, os últimos vestígios da Madinat al-Salam foram arrasados ​​por Midhat Pasha, um governador otomano reformista, no início da década de 1870.

Fonte: https://www.ancient-origins.net/ancient-places-asia/round-city-baghdad-0011898?fbclid=IwAR14eyyG3y-NmItL-N9u2wzHYhVDYoCXXPM-n9AOJr4t4KGaQVBy3K2NQJs

Victor Peixoto

Digital influencer, startuper e produtor de conteúdo com impacto em mais de 200 mil pessoas por mês. Estudante da história e religião Islâmica, falante de árabe, inglês e espanhol.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar